X

Queda da pressão atmosférica antes da chuva?

Olá, vocês Poderiam me explicar por que quando esta próximo de chover ocorre uma queda na pressão atmosférica? Queria usar esse exemplo para contextualizar a aplicação do experimento de torricelli que foi usado para prever tempestades. Desde já agradeço.

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

Quando a pressão atmosférica é menor em uma região do que nas regiões circunvizinhas então o ar está se movendo para cima nesta região de baixa pressão.

Uma das razões para esta ocorrência é a alta umidade do ar pois como o vapor de água tem densidade menor do que o oxigênio e o nitrogênio (constituintes principais do ar), o ar úmido é menos denso que o ar seco conforme discutido em Umidade do ar e a densidade do ar. Vide também Umidade relativa versus umidade absoluta.

Sendo então o ar úmido menos denso, a pressão atmosférica nesta região de menor densidade é menor do que nas outras regiões e então o ar úmido é forçado para cima. Ao subir, o ar se expande e se resfria,  e se houver umidade suficiente a condensação do vapor de água acaba por produzir chuva.

Desta forma costuma chover em regiões onde a pressão atmosférica estava mais baixa mas fica evidente que não é a baixa pressão em si que causa a precipitação da água, servindo ela como um previsor da chuva.

Sistemas de baixa pressão podem determinar um vórtice atmosférico conhecido como ciclone conforme discutido em Ciclone e anticiclones: uma explicação qualitativa.

A postagem que segue trata de um efeito ocorrido durante a a chuva, detectável com um medidor de pressão mais sensível do que o barômetro de Torricelli: Ficamos mais “leves” durante a chuva?

Sobre o barômetro de Torricelli: E se o experimento de Torricelli para medir a pressão atmosférica fosse feito com água ao invés de mercúrio?

“Docendo discimus.” (Sêneca)


        

8 comentários em “Queda da pressão atmosférica antes da chuva?

  1. Não compreendi sua resposta.
    Ó você fala que se a pressão atmosférica é menor que sua circuvizinhança (Baixa pressão atmosférica) é devido a movimentação de baixo para cima do ar ( essa movimentação é devido ao ar úmido que forma as chuvad ser menos denso que os contituentes do ar). Okei, então porque essa movimentação de baixo para cima do ar resulta na diminuiçào da pressão atmosférica.

    • Fernando Lang disse:

      Se o ar está úmido sua densidade é menor do que o ar seco. Se a sua densidade é menor, sua pressão é menor (é fácil demonstrar da Equação Geral de Estado que a pressão é diretamente proporcional à densidade). O ar menos denso tende a subir então.

  2. ADERVAL ROSSETTO disse:

    Nesses conceitos, pressões e deslocamentos das massas, e outros adicionados, de umidade de ar e solo, evapotranspiração e temperaturas, podemos dizer que as chuvas, regionalmente localizadas se complementam, chovendo mais onde estava mais seco o solo, e vice versa ?

  3. Aldebaran disse:

    Muito boa explicação.

  4. Vicente Andrade disse:

    Explicação perfeita é absolutamente coerente, professor Fernando !!!

  5. André Ribeiro disse:

    Olá, Professor. Em uma região de baixa altitude, por exemplo, a pressão atmosférica é maior e as moléculas de ar estarão mais dispersas umas das outras (o que corresponde a uma baixa densidade, certo?) Por que, por exemplo, nas regiões de planície próximas à Linha do Equador, é dito que ocorre uma baixa pressão atmosférica segundo a Zona de Convergência Intertropical (Célula de Walker). Nesse caso seria mais considerável o elemento umidade do que altitude? Obrigado.

Acrescente um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *