X

Por que não adianta esterçar o volante em frenagens se as rodas bloqueiam?

Bom dia senhores, por gentileza, caso seja possível esclareça-me uma dúvida: O sistema ABS para veículos tem como principal objetivo a manutenção da dirigibilidade pois, este sistema mantém a roda em atrito estático. Por que quando travamos as rodas de um veículo( atrito dinâmico) não conseguimos mudar o carro de direção, ou seja, podemos esterçar o volante para qualquer lado que mesmo assim, o carro sai em linha reta?

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

De fato o freio ABS impede o deslizamento das rodas sobre a pista, valendo então a força de atrito ESTÀTICO. Vide Pode o freio ABS ser desvantajoso em relação ao freio convencional em alguma circunstância?

A força de atrito ESTÁTICO, além de posssuir intensidade maior do que a força de atrito CINÉTICO, pode ser exercida em qualquer direção enquanto a força de atrito CINÉTICO somente é exercida na direção da velocidade do automóvel e em sentido contrário a esta.

O bloqueamento ou estancamento da rodas implica necessariamente que as forças de atrito CINÉTICO sejam aplicadas nas rodas em sentido contrário ao da velocidade do automóvel e, portanto, somente podem afetar o valor da velocidade mas não a sua direção.

A força de atrito ESTÁTICO em cada uma das rodas dianteiras do automóvel, quando se esterça o volante durante a frenagem, torcendo as rodas em direção oblíqua à da velocidade do automóvel em relação à pista, é então exercida em direção oblíqua a da velocidade (vide figura onde estão representadas as forças de atrito apenas nas rodas dianteiras), alterando a velocidade em módulo e a reduzindo em valor também.

auto_atrito

Outras postagens sobre temas relacionados com este:

Por que o coeficiente de atrito estático é maior do que o cinético?

Qual o sentido do atrito em um rolamento?

Derrapagem de pneu em arrancadas e dissipação pelo atrito

Cilindro rolando sem deslizar sobre uma superfície horizontal sem nenhuma resistência de rolamento

Outra vez a força de atrito entre a roda e a pista de rolamento!

Qual a razão de a orientação da força de atrito com a pista de rolamento poder ser diferente nas duas rodas de uma bicicleta?

A largura dos pneus de Fórmula 1

O valor do coeficiente de atrito pode ser maior do que UM?

Carro com pneus murchos no deserto: como fica a resistência ao rolamento?

Força de atrito no rolamento: duas situações paradoxais

Evidência de que a força de atrito (in)depende da área de contato no Manual do Mundo?

Modelo usual para o rolamento sem deslizamento não explica a parada do corpo que rola

“Docendo discimus.” (Sêneca)

 

Acessos entre 27 de maio de 2013 e novembro de 2017: 981.


Acrescente um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *