X

Pintura de Narciso por Caravaggio

Caro Professor Fernando Lang Silveira, boa tarde.

Meu nome é Ricardo Barbosa, estou a frequentar o 1º ano do curso de História da Arte na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Portugal e estou a fazer um trabalho sobre o quadro Narciso de Caravaggio. Estava a fazer uma pesquisa sobre um pormenor que me parece ser relevante para o trabalho e li um pequeno texto do Professor (Por que ocorre reflexo da paisagem na superfície da água?).

Não sou entendido em física, mas gostaria de colocar a seguinte questão: O reflexo na água de Narciso não tem o mesmo tamanho que o original, ou seja, o reflexo é sempre um pouco mais pequeno e afastado do original, certo? Isto acontece por causa da luz? Não acontece como num espelho em que a imagem e o original são simétricos, certo?

Pergunto isto, porque ao fazer a análise iconográfica para tentar perceber se Caravaggio usou algum critério geométrico na pintura, a imagem parece estar um pouco deslocada do original, por isso é que lembrei-me de fazer uma pesquisa nesse sentido para garantir que faz sentido referir no trabalho?

O Professor pode, por favor, ajudar-me a esclarecer esta dúvida?

Muito obrigado
Cumprimentos
Ricardo

narciso

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

A superfície da água na qual Narciso se olha é um espelho plano.

A imagem conjugada por um espelho tem exatamente as mesmas dimensões do objeto, que neste caso é Narciso.

Entretanto esta pintura retrata Narciso de um ponto em relação ao qual o rosto de Narciso está mais próximo de Caravaggio do que a imagem do rosto de Narciso está de Caravaggio. De fato na pintura o tamanho do rosto do Narciso e da sua imagem são diferentes conforme as duas circunferências de mesmo raio, desenhadas sobre reprodução da obra de arte, ajudam a evidenciar na Figura 1.

Caravaggio então enxerga a imagem de Narciso um pouco menor do que vê Narciso. O que de fato interessa para a nossa visão são os tamanhos angulares dos objetos em relação aos nossos olhos e não as suas dimensões lineares absolutas. Objetos com tamanhos lineares iguais possuem tamanhos angulares em relação ao nosso olho diminuindo conforme estejam mais afastados. O tamanho angular de Narciso (alfa) é maior do que o tamanho angular da imagem de Narciso (beta) conforme a Figura 2.

Medidas cuidadosas realizadas  na figura da Wikipedia que reproduz a obra de Caravaggio mostram que as dimensões da imagem de Narciso são um pouco menores do que as de Narciso. Portanto a pintura, além de ser uma BELÍSSIMA obra de arte, é consistente com a Óptica Geométrica envolvida na visão.

Como não se dispunha de Narciso para lhe fazer uma foto, foi realizada a foto (Figura 3) do Pássaro Sedento na beira do espelho plano.

Conforme se constata a imagem registrada pela câmara fotográfica, assim como a imagem em nossa retina em tal situação, mostra que o Pássaro Sedento aparece maior do que a sua imagem virtual no espelho plano.

Outra questão relacionada com o tema:

Conjugação de imagens em espelhos planos

Outras postagens sobre Óptica Geomátrica:

“Docendo discimus.” (Sêneca)

Visualizações entre 27 de maio de 2013 e novembro de 2017: 9028.


Acrescente um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *