X

O potencial do neutro pode ser diferente de zero?

Bom, eu não conhecia esse site, vai ser a primeira pergunta q faço.

Se a tensão alternada fica vamos dizer assim “indo e voltando”, 60 vezes por segundo, pq o neutro não tem tensão como no condutor fase ?

Como há  corrente no neutro sem ter tensão ? E para onde vai a corrente depois de passar pelo neutro ?

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

Inicialmente cabe um comentário sobre o potencial elétrico do aterramento (ou terra) ser nulo. Potencial elétrico em um ponto qualquer é arbitrário. Então por decisão arbitrária se define (no caso de circuitos elétricos pois na eletrostática é usualmente diferente) como nulo o potencial do aterramento. Tal decisão é análoga a de se estipular que o nível do mar é a referência para a medida de altitudes na Terra; ou seja, por definição arbitrária se estipula que a altitude do nível do mar é nula. A referência para medidas de altura, por mera questão de conveniência, é portanto o nível do mar. Da mesma forma é  conveniente (não obrigatório) se atribuir o potencial nulo ao aterramento.

Neutro em circuitos elétricos  não tem o mesmo significado que em eletrostática. Um sistema eletrostático é neutro quando não produz campo elétrico no seu entorno o que equivale a dizer que a carga total de um sistema eletricamente neutro é zero e que cada parte desse sistema cumpre a esta mesma condição.

Na figura 1 encontram-se representados os condutores fase e neutro em um circuito elétrico monofásico com diversas “cargas”, isto é, com diversos dispositivos que podem demandar corrente.  Conforme indicado há um condutor (o neutro) aterrado e nenhuma corrente está acontecendo pois as diversas “cargas” estão desligadas. Nesta situação o condutor denominado de neutro apresenta em qualquer ponto (a, b, c, d) o mesmo potencial, o potencial nulo atribuído ao aterramento.

Na figura 2  há correntes pois uma ou mais “cargas” tiveram a chave de conexão fechada.

Como é bem sabido, para haver corrente elétrica entre dois pontos de um condutor deve existir uma diferença de potencial elétrico entre eles (exceção feita a um supercondutor). Portanto o fio neutro não pode mais estar em seus diferentes pontos (a, b, c, d) ao mesmo potencial do aterramento. Desta forma é possível se detectar em um ponto do neutro um potencial elétrico diferente de zero já que zero é rigorosamente o potencial (arbitrário) do aterramento.

Ou seja, pequenas tensões (pequenas se comparadas à tensão do fase) podem ser constatadas no fio neutro quando houver correntes circulando no neutro. Dependendo dos pontos do neutro em que estão sendo realizadas as medidas de tensão, serão encontrados valores diferentes pois estas tensões dependem das correntes e da impedância das diversas regiões do neutro.

Quanto ao últimos questionamento – para onde vai a corrente depois de passar pelo neutro? – vide  a postagem Para onde vão os elétrons?

“Docendo discimus”


Um comentário em “O potencial do neutro pode ser diferente de zero?

  1. Adilson Enio Pierog disse:

    A maioria dos eletricistas fazem o aterramento duma residência simplesmente enfiando uma haste de cobre no chão e ligando a ela um fio, o que não está 100% correto pois é necessário verificar a impedância dessa instalação com um equipamento chamado Terrômetro.

Acrescente um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *