X

Nem toda a cor está no espectro visível! Como pode ser isso?

Falaram que o magenta não tem frequência definida. Mas então, qual é a frequência do branco? O branco também não está no espectro de cores…

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

Cor é uma propriedade da luz que depende de nossos mecanismos de percepção visual. NEM TODAS AS CORES PODEM SER ASSOCIADAS UNIVOCAMENTE A UMA ÚNICA FREQUÊNCIA (ou comprimento de onda) DA RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA (LUZ). Desta forma, NEM TODAS AS CORES SE ENCONTRAM NO ESPECTRO DA LUZ BRANCA. É o caso, por exemplo, do magenta, do cinza, do marron, do branco e de tantas outras cores EXTRAESPECTRAIS. Ou seja, não se pode confundir COR com FREQUÊNCIA da luz.

 O caso da cor branca é interessante pois podemos enxergar branco quando a nossa retina é atingida por todas as ondas luminosas provenientes do Sol ou quando apenas luz vermelha, luz verde e luz azul chega à retina com intensidades convenientes. Quando lês esta mensagem na tela do computador, o fundo branco que percebes é efetivamente produzido da segunda maneira, isto é, da tela do computador ou da televisão SOMENTE SAEM AS TRÊS LUZES (CORES) FUNDAMENTAIS (ou PRIMÁRIAS) POR ADIÇÃO (a tela opera com o sistema RGB – Red, Green, Blue). Os físicos Young e Helmholtz descobriram no século XIX que TODAS AS NOSSAS SENSAÇÕES COLORIDAS PODEM SER OBTIDAS APENAS PELA ADIÇÃO DAS TRÊS CORES FUNDAMENTAIS COM ESPECÍFICAS INTENSIDADES.

RGB

 Desta forma mesmo quando existe uma única bem determinada frequência associada a alguma cor (por exemplo o amarelo ou o ciano ou o laranja ou o violeta), nem sempre que VEMOS tal cor a luz que chega à nossa retina corresponde a uma onda luminosa com aquela específica frequência. É o caso, por exemplo, do amarelo ou do ciano na tela do computador pois tais cores são produzidas por vermelho e verde (amarelo) ou azul e verde (ciano). É importante frisar: na tela do computador ou da televisão TODAS as cores são produzidas apenas com luz vermelha, verde e azul, superpostas com convenientes intensidades!

Desta forma é um equívoco, feito em muitos livros de Física, a associação de uma cor com uma específica frequência da radiação luminosa.

Outras questões sobre cores:

Por que vemos objetos pretos?

Se as cores básicas são azul, amarelo e vermelho, por que as TVs utilizam o verde?

O amarelo da luz solar é diferente do amarelo na tela da televisão?

Se as cores primárias são três, não entendo os sete setores do disco de Newton

Como que a luz amarela é formada na tela da TV?

As cores da super Lua

A Lei de Wien não prevê a cor da luz solar?

As sombras coloridas com cores secundárias

Cor de ondas luminosas refratadas

Como fazer as sombras coloridas?

“Docendo discimus.” (Sêneca)

______________________________

Comentário no Facebook

Vitor Duarte Teodoro – “Desta forma é um equívoco, feito em muitos livros de Física, a associação de uma cor com uma específica frequência da radiação luminosa. ” Caro Fernando Lang da Silveira, “cor espectral” é definida desse modo… https://en.wikipedia.org/wiki/Color#Spectral_colors

Visualizações entre 27 de maio de 2013 e novembro de 2017: 9666.


4 comentários em “Nem toda a cor está no espectro visível! Como pode ser isso?

  1. Antonio Carlos Reginaldo disse:

    “Desta forma é um equívoco, feito em muitos livros de Física, a associação de uma cor com uma específica frequência da radiação luminosa.” Como se conserta esse equivoco? Se a cor espectral é verdadeira, como explicar o violeta sendo uma mistura dosada de vermelho com azul. Ambos opostos no espectro.

    • Fernando Lang disse:

      Cor não é uma propriedade objetiva da luz, frequência é. Então deveríamos evitar falar em cor quando não nos referimos à percepção.

      • Antonio Carlos Reginaldo disse:

        Obrigado pela atenção. Mas ainda não entendi a relação de luz (cor) com frequencia. Como medir isso. Por exemplo, medir frequencia sonora é bem compreendivel. Basta usar um afinador. Mas e a luz?
        Você pode me indicar uma literatura pra sanar minhas dúvidas. Não sou físico, sou apenas um questionador.

        • Fernando Lang disse:

          A determinação da frequência de ondas luminosas pode ser realizada pela determinação do comprimento de onda em experimentos de difração e interferência. Sugiro que comeces uma pesquisa na internet sobre os temas da Óptica Física relacionados à DIFRAÇÃO e à INTERFERÊNCIA. Estes conceitos são importantes para se compreender como em ESPECTROSCOPIA ÓPTICA se determinam propriedades objetivas das radiações luminosas.

          Noto também que um afinador é um aparelho que incorpora muita tecnologia atual e teoria sobre ondas e que se quiseres entendê-lo de fato (e não apenas usá-lo) terás que estudar também Acústica. Fica aqui uma lembrança importante: hoje dispomos de afinadores eletrônicos mas há séculos que se medem as propriedades objetivas da ondas sonoras sem tais tecnologias.

Acrescente um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *