X

Movimento de uma hélice no vácuo

Boa tarde.

Estou curioso é interessado em saber se um mecanismo elétrico com circuito independente acionar uma hélice no espaço essa hélice se movimentará velozmente pela falta de gravidade, ou permaneceria inerte pois a maioria dos nossos motores funcionam a partir de um sistema de eletromagnetismo e este seria afetado no vácuo, e se por um acaso a resposta for a primeira afirmativa, o que geraria essa hélice se não existe ar ou oxigênio no espaço, e se for a segunda seria lícito afirmar que a hélice não se movimentou por ter a sua força eletromagnética afetada de alguma forma ?

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

Circuitos elétricos não dependem da atmosfera externa a eles. A atmosfera externa até pode influenciá-los caso se torne condutora. Para garantir o isolamento de fios elétricos é usual o fio ser encapado.

Da mesma forma o funcionamento de circuitos elétricos não é influenciado pela gravidade.

Uma hélice balanceada (isto é, tendo o seu centro de massa coincidente com o eixo da hélice) não é afetada pela gravidade. Ou seja, a rapidez com a qual ela gira independe da gravidade. Entretanto tal rapidez é afetada pelas forças com as quais o ar resiste  à rotação da hélice.

Então no vácuo a hélice com motor elétrico girará sem problemas, atingindo rotações maiores do que no ar.

Finalmente, uma hélice no vácuo perde sua finalidade pois a função da hélice é empurrar o fluido (ar ou água) para que, em acordo com a Lei da Ação e Reação,  produza uma impulsão  na hélice e no veículo que lhe é solidário.  Inexistindo fluido a hélice gira sem produzir a impulsão.

Vide sobre o tema da impulsão no vácuo: Propulsão de foguetes no espaço: como é possível o empuxo se não existe atmosfera?

“Docendo discimus.” (Sêneca)


2 comentários em “Movimento de uma hélice no vácuo

  1. Pablo Suzano disse:

    Professor, sempre tive uma grande dúvida, e acho que o Sr deva ter uma resposta pra no mínimo me guiar.

    Imaginemos que exista uma grande estrutura tubular, como um cano de 30 cm de diâmetro, conectando um cientista aqui na terra, a 1 ATM, e que esse cabo tenha uma extensão de 400 km, ou o mínimo necessário para que ele consiga alcançar a camada atmosférica que não existe ar, o VÁCUO.

    A minha pergunta é a seguinte, o que esse cientista irá observar?

    Na minha imaginação, penso na possibilidade do Ar sair da terra, em direção ao vácuo, por meio do tubo, como se esse cano fosse uma grande conexão para a fuga do nosso ar.

Deixe uma resposta para Pablo Suzano Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *