X

Explicando o desafio aos terraplanistas sobre a posição do Sol no horizonte

Boa noite professor,  o senhor menciona em vários artigos , a respeito dos terraplanistas : Prever no modelo de Terra Plana, em qualquer lugar do mundo chato e em qualquer dia, o azimute do nascente do Sol.   

Eu gostaria de aprender um pouco sobre esse assunto, será que o senhor poderia fazer uma postagem explicando? 

Desde já agradeço,  obrigado por seus artigos,  e parabéns!

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

No sistema de referência de nosso planeta o movimento diário do Sol (também chamado “movimento aparente do Sol”) muda de um dia para o outro. Tanto a elevação máxima do Sol que acontece ao meio-dia (na passagem meridiana do Sol) muda, como também a posição em que percebemos o sol nascente (item para o poente). E em diferentes latitudes em um mesmo dia, tais posições serão diferentes. A figura 1 exemplifica para o hemisfério sul como se comporta a elevação máxima do Sol em função da latitude.

A posição do nascente ou do poente solar varia muito ao longo do ano. No mínimo, no equador da Terra, tal posição muda cerca 47°. Aqui em Porto Alegre (30° de latitude sul) a posição do nascente, do solstício de verão (~22/dezembro) para o solstício de inverno (~22/junho), muda em cerca de 55° e quanto mais para o sul se vai, maior é a mudança.

A figura 2 mostra em fotos as grandes mudanças na posição do Sol no poente em Porto Alegre.

No mundo real consegue-se prever, há muitos séculos, em qualquer lugar do globo todas as características do comportamento do Sol no céu. Existem muitos endereços na internet que dão essas informações para qualquer dia em um particular local do globo.  Para Porto Alegre em outubro, por exemplo, as informações estão disponíveis em Time and Date.

O comportamento do Sol no céu é muito importante em incontáveis atividades humanas. Engenheiros, arquitetos, técnicos em energia solar, … , se valem cartas solares que fornecem as previsões detalhadas sobre o movimento aparente do Sol no local de interesse.

Se Terra Plana não fosse apenas um delírio de fideístas e ignorantes, serviria para fazer previsões sobre o mundo, em especial sobre o movimento aparente do Sol. Entretanto até agora, há mais de três anos, apesar de eu divulgar amplamente o desafio, nenhum terra-chato esboçou sequer uma tentativa de resolvê-lo: Prever no modelo de Terra Plana, em qualquer lugar do mundo chato e em qualquer dia, o azimute do nascente do Sol.   

Dado que os terra-chatos não resolveram – e não resolverão o desafio pois a Terra não é plana – resolvi facilitar e ofereci outro desafio “mais fácil”, que também não houve quem o respondesse: Como no mundo chato se determinam latitudes? Os terra-chatos muitas vezes informam coordenadas de longitude e latitude de seus “experimentos” e “testes de curvatura” extraídos do Google Earth. Tais coordenadas somente estão corretas se a  Terra é esférica. Eu um mundo mitológico chato uma coordenada de latitude carece de significado.

Aqui um excelente vídeo sobre um antigo instrumento utilizado nas previsões sobre as posições do Sol em diferentes latitudes: Esfera armilar.

Mais sobre o delírio terraplanistarelativo ao Sol:

O solstício de verão na Terra Plana e no mundo real!

Mais sobre o movimento do Sol quando referido à Terra:

Dia mais longo e mais curto

Elevação máxima do Sol no solstício de inverno e em outros momentos

A inclinação do eixo de rotação da Terra

Mudança na posição do nascente do Sol!

Artigo disponível no Research Gate: O movimento anual e diário do Sol quando referido à Terra,

Cálculo da posição do nascente solar: Sunrise equation.

“Docendo discimus.” (Sêneca)

 


5 comentários em “Explicando o desafio aos terraplanistas sobre a posição do Sol no horizonte

  1. Jose Roberto disse:

    Muito obrigado professor, vou estudar com cuidado, admiro o senhor não só por sua grande inteligência , mas por sua paciência e humildade, porque vi comentários indelicados de alguns terraplanistas, feitos em alguns artigos que o senhor publicou, parabéns e muito obrigado!

  2. Hypolito Kalinowski disse:

    Que tal calcular a aceleração da gravidade de um disco (cilindro) à medida que se afasta do eixo?

  3. Fernando Suelotto disse:

    Alguns desafios para os TP:
    Movimento aparente linear do sol e da lua (impossível na TP)
    Velocidade estável de translado do sol e lua
    Tamanho aparente do sol e lua durante o curso no céu
    Polo sul celeste – foto timelapse das estrelas
    Distancia da lua por radar
    Visualização facil de satélites artificias

Acrescente um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *