X

Consumo de combustível de um automóvel com os faróis acesos!

Prezado Professor Lang

O meu assunto se refere a eletricidade em automóveis.

Diante da recente lei que obriga o acendimento dos faróis quando trafegamos em estradas, a minha dúvida é se faróis acesos resultam em maior consumo de combustível. Que eu saiba, o alternador dos automóveis gira todo o tempo, não importando se os faróis estão acesos ou não. Mas não sei se o alternador se tornaria “mais pesado” com o consumo extra de eletricidade.

Sei que não se trata de Física pura, mas pensei que talvez o senhor possa me ajudar a entender o problema. Grato

 

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

Toda a demanda energética em um automóvel é suprida pelo combustível. A potência demandada na parte elétrica do automóvel influi no consumo de combustível. Com os faróis ligados aumenta a demanda de potência elétrica que o alternador deve suprir, e de fato o alternador fica “mais pesado”, resiste mais ao ser girado. O motor do automóvel deve então trabalhar mais, aumentando o consumo de combustível.

Farei agora uma estimativa do consumo de combustível exclusivamente devido ao uso dos faróis em luz baixa.

A potência demandada pelos faróis (e demais lâmpadas das sinaleiras que também são ligadas) é cerca de 150 W. Os alternadores tem rendimento da ordem de 70% e portanto para gerarem 150 W em potência elétrica necessitam que lhes seja entregue um potência mecânica de 150W/0,7, ou seja, cerca de 220W em potência mecânica. Esta potência mecânica (desconsiderando as perdas de transmissão …) é proveniente do motor que consegue transformar no máximo 25% da potência liberada na combustão da gasolina. Ou seja, é necessário consumir uma quantidade de gasolina a cada segundo que libere aproximadamente 0,9kW ou mais em energia pois a potência demandada é 220W/0,25=880W.

Cada mililitro de gasolina queimada libera cerca de 36kJ em energia. Portanto é necessário queimar a cada segundo no mínimo 0,9/36=0,025mL de gasolina. Em 1h então se queima pelo menos 0,025×3600=90 mL. Então o uso dos faróis faz com que em uma hora se necessite queimar cerca de no mínimo 0,1L de gasolina a mais do que se queimaria com os faróis desligados.

Um automóvel que trafegasse a 90 km/h, com um consumo de combustível de 12 km/L, consumiria em uma hora cerca de 7,5 L de gasolina. Por trafegar com os faróis acessos consumiria cerca de 0,1/7,5=0,013=1,3% a mais de combustível.

Esta demanda, apesar de pequena, existe e se somada sobre todos os veículos que trafegam representa um gasto adicional significante de combustível.

Vide também Quanta gasolina gastariam os carros com faróis de uso diurno?

“Docendo discimus.” (Sêneca)

________________________________________

Comentário do Prof. Jeferson Arenzon – IF-UFRGS:

É importante, porém, lembrar que a ideia na base do projeto é a prevenção de acidentes ao tornar os veículos mais visíveis para pedestres e outros motoristas. Isso, além de diminuir aqueles custos materiais relacionados aos acidentes, também poupa vidas, cujo valor é incalculável. Para mim, uma criança atropelada a menos já justifica a lei.

 

Visualizações entre 27 de maio de 2013 e novembro de 2017: 5603.


9 comentários em “Consumo de combustível de um automóvel com os faróis acesos!

  1. Marcelo disse:

    Não vejo que o farol faça diferença numa pista como a Washington Luiz aqui no Rio de janeiro pois eh uma via rápida com acostamento e mão única. Três faixas para ir e separada três faixas para voltar sem contar a pista lateral. Não tem como bater de frente e muito menos uma criança atravessar devido a quantidade de carros. Com farol aceso ou apagado ela seria atropelada. O limite eh 110Km/hr e eu fui multado por andar com farol desligado.

    • Daniel Zarth disse:

      Excelente comentário!!! Ajudou muito na discussão sobre o consumo a mais de combustível. São pessoas que nem você que sabem comentar a coisa certa, na hora certa que ajudam a nós, os pobres e ignorantes mortais a sobreviver neste mundo hostil. OBRIGADO!

    • Jose Serrano Agustoni disse:

      Farol aceso não é só para evitar colisão frontal. Ao olhar pelo retrovisor, que reduz não só o campo de visão, como a nitidez e clareza da imagem, um carro com faróis desligados fica menos visível e dificulta troca de faixa, ou redução de velocidade para uma parada emergencial no acostamento, por exemplo. Não temos bola de cristal para saber quando e onde um farol ligado será importante, por isso é melhor tê-lo sempre ligado, do mesmo modo que usamos o cinto de segurança o tempo todo.

      • osvaldo disse:

        É isso aí….Sem contar aqueles que ao entardecer continuam com os faróis apagados só porque estão enxergando à sua frente, esquecendo-se de que os outros também precisam enxergá-los…

  2. Hugo disse:

    Muito interessante. A gente costuma ignorar o custo de uma lâmpada no dia a dia, mas sendo à base de gasolina o preço se eleva mesmo.

    Sobre o Comentário do Prof. Jeferson Arenzon, acredito que se equivoca ao dizer que uma só vida já vale qualquer valor. É preciso ser eficiente, para não gastar demais com algo que beneficie a pouquíssimos. Será que a causa dos acidentes é mesmo que as pessoas não conseguem enxergar um carro sem o farol aceso(de dia)? as leis já são infames por aplicar tantas multas… mas isso já é uma outra discussão.

  3. Fernando Kokubun disse:

    Sobre luz acesa.Eu trafego diariamente em uma via de tres faixas, com velocidade máxima permitida de 110km/h. Um carro com a luz acesa é muito mais visivel do que um carro com a luz apagada, mesmo de dia. Mas já que aqui é sobre Fisica, a questão que poderiamos perguntar seria: qual a distancia que um carro a 110 km/h levaria para parar? Se estiver a 110km/h essa distancia será superior a cerca de 67 m se tiver ABS e cerca de 78 m sem ABS. Uma distância bem alta! Assim, quanto antes a pessoa tiver a percepção da presença de um carro, maior será a segurança. Os riscos de acidente devem ser sempre que possivel reduzidos, e concordo com a colocação do Jeferson Arenzon:uma vida salva, não pode ser comparada com uma multa.

    fonte: https://lief.if.ufrgs.br/pub/cref/pe_Goulart/AULA_4_-_Distancias_de_Frenagem_em_Situacoes_Realistas/AULA%204%20-%20Distancias%20de%20Frenagem%20em%20Situacoes%20Realistas.ppsx

  4. Jose Serrano Agustoni disse:

    A parte importante é essa:
    “Um automóvel que trafegasse a 90 km/h, com um consumo de combustível de 12 km/L, consumiria em uma hora cerca de 7,5 L de gasolina. Por trafegar com os faróis acessos consumiria cerca de 0,1/7,5=0,013=1,3% a mais de combustível.”
    E a pergunta importante é essa:
    Trafegar com faróis desligados aumenta o risco de acidente. Vale a pena aumentar este risco por 1,3% de incremento no consumo de combustível?
    Lembrando que todo mundo gosta(ria) de ter um carro com air-bag, freios ABS, barras laterais, etc. Tudo isso já aumenta consideravelmente o preço do automóvel, daí o sujeito resolve economizar 1,3% e volta a reduzir sua segurança. 🙂

  5. Guilherme Mattos disse:

    A melhor solução pode vir com a adoção de lâmpadas LED pela industria automobilística na iluminação diurna dos carros. Com esse tipo de lâmpadas o acréscimo no consumo de combustível será definitivamente insignificante.

  6. Gean cesar disse:

    A questão do farol aceso é uma boa porém, a intenção é se fazer visível. Antes mesmo dessa regra eu já andava com as milhas dianteiras acesas , agora não posso mais . Fui multado com o farol apagado e as milhas acesas, um absurdo… Desse jeito não tem como não pensar que essa regra é só pra faturar

Acrescente um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *