X

Afinal para onde a bússola aponta!

O polo norte da bússola aponta para o polo sul magnético da Terra, não é?

bussola

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

De fato uma bússola não aponta para polo algum. A orientação da agulha magnética é a orientação da linha de indução magnética onde a bússola está localizada. Esta orientação somente em casos muito especiais aponta para um polo magnético da Terra. Adicionalmente o campo magnético da Terra, que é produzido por correntes elétricas no núcleo do planeta – não por imantação de material ferromagnético pois no núcleo o estado ferromagnético é impossível devido às altas temperaturas – não é bem comportado, apresentando polos secundários e muitas anomalias, inclusive decorrentes do vento solar. Vide por exemplo Anomalia Magnética de Kursk  e  Anomalia Magnética do Atlântico Sul.

 Grosseiramente e por simplicidade didática pode-se dizer que o polo norte magnético da agulha aponta aproximadamente para o polo sul magnético da Terra e este se encontra próximo ao polo norte geográfico da Terra. Entretanto tal afirmação deve ser relativizada e complementada com os conceitos de inclinação e declinação magnética, ambos essenciais para quem efetivamente quiser se orientar com uma bússola. 

Vide também Fontes do campo magnético da Terra e a estrutura interna de nosso planeta

Os comentários do Prof. Alexandre Medeiros (UFRPe) seguem abaixo:

 Muitos imaginam que a agulha magnética da bússola aponta para o pólo norte magnético; mas rigorosamente, isso não é verdade. A AGULHA MAGNÉTICA aponta na direção da COMPONENTE HORIZONTAL DO CAMPO MAGNÉTICO DA TERRA no local. O ÂNGULO entre o NORTE VERDADEIRO (a linha na direção do polo norte geográfico) e a DIREÇÃO PARA A QUAL APONTA A AGULHA MAGNÉTICA (componente horizontal do campo magnético) é chamado DECLINAÇÃO MAGNÉTICA. Por isso, é preciso ajustar para a declinação do local quando se trabalha com um mapa e uma bússola. Ao se aproximar do norte magnético ou polo sul, há áreas de falta de confiabilidade da aguilha magnética onde a bússola começa a se comportar de forma irregular e, eventualmente, torna-se inutilizável. Mudanças temporais na declinação magnética podem ser também observadas como um resultado da variação secular do campo magnético. Ele também sofre variações mais rápidas, como resultado das atividades magnéticas provenientes do Sol.

MAPAS TOPOGRÁFICOS geralmente contêm um DIAGRAMA DE DECLINAÇÃO em sua margem. O ano para o qual a declinação foi medida e a taxa de variação anual são apresentados no diagrama. É preciso lembrar que a taxa de VARIAÇÃO DO CAMPO MAGNÉTICO e, por conseguinte, a declinação não é constante ao longo do TEMPO. Deste modo, calcular a declinação do dia de uso da bússola usando a variação anual da mesma a partir de mapas mais antigos não é um processo muito preciso. Para calcular a declinação da bússola em uma data específica, a partir do referido diagrama de variação espacial, é preciso primeiro se conhecer a data de publicação do mapa. Suponha que o mapa seja de 2009. Assumindo, por exemplo, que a medida seja feita no presente ano de 2015, o próximo passo é fazer a contagem do número de anos que se passaram desde a publicação do mapa (2015 – 2009 = 6 anos). A mudança total na declinação é encontrada multiplicando a variação anual pelo número de anos decorridos, a mudança anual é de 13,2 minutos de grau (13,2 ‘x 6 = 79,21’). Adicionando ou subtraindo esse valor (dependendo se a declinação está diminuindo ou aumentando) a partir da declinação inicial (norte verdadeiro) resultará no valor da declinação desejada.

“Docendo discimus.” (Sêneca)

Acessos entre 27 de maio de 2013 e novembro de 2017: 3074.


4 comentários em “Afinal para onde a bússola aponta!

  1. Pacheco disse:

    Caro senhor,
    Gostaria, por favor, que me confirmasse o seguinte cálculo: “13,2 minutos de grau (13,2 ‘x 6 = 79,21’)”.
    Isto está errado, certo? Não é 79,2′?
    Ou seja, (13 x 6) = 78′ + (0,2′ => 12″) = 78′ e 12″.
    Agradecia a sua opinião.
    Cordiais cumprimentos.

  2. Luiz Silveira disse:

    Como saber através da bússola, o exato local do polo sul ou norte, magnético e geográfico.

    • Fernando Lang disse:

      As bússolas que conhecemos cotidianamente são bússolas de declinação magnética. Com uma bússola de inclinação magnética é possível medir a inclinação em relação a horizontal do campo magnético da Terra. Sobre os polos magnéticos da Terra a inclinação magnética é 90°, isto é, a bússola aponta na vertical.
      Vide Magnetismo terrestre.

Acrescente um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *