Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

Dissertação de Mestrado: Implicações do conhecimento conectado para o ensino de Física:Uma análise do projeto Gurias nas exatas (Laís Gedoz)

19 de fevereiro:09:30

Data: 19/2/2019
Local: Sala 302 -Videoconferência- Prédio 43176- IF/UFRGS
Hora: 09h30min
Ministrante: Laís Gedoz
Orientação: Dr. Alexsandro Pereira de Pereira e Dra. Daniela Borges Pavani
Banca examinadora: Dr. Paulo Roberto Menezes Lima Junior (UNB), Dra. Marinês Domingues Cordeiro (UFSC), Dr. Alan Alves Brito (PPGEnFís/UFRGS), Dr. Alexsandro Pereira de Pereira (PPGEnFís/UFRGS), Presidente.

Resumo:
Segundo dados disponibilizados pelo CNPq o número de mulheres na graduação, mestrado e doutorado é maior do que o de homens. No entanto, a distribuição de mulheres em relação a área de atuação não é homogênea. No Brasil, em áreas como Engenharias e Ciências Exatas e da Terra o número de mulheres é duas vezes menor do que o de homens. Um dos fatores que pode influenciar as meninas a se afastarem dessas áreas é a maneira como são ensinados os conteúdos. Considerando-se que a maior parte das posições de destaque na ciência são ocupadas por homens, podemos supor que isso afete a estrutura da ciência escolar e favoreça o sucesso masculino. O presente trabalho tem como objetivo analisar o projeto Gurias nas Exatas para buscar entender como podemos modificar o ensino de Física de maneira que seja mais igualitário em termos de gênero. Para isso, foram analisadas as atividades desenvolvidas pelo projeto utilizando-se uma ferramenta analítica desenvolvida pelos autores do presente estudo. Para realização desta pesquisa foi utilizado como aporte teórico a Teoria do Conhecimento Conectado. Essa teoria defende a tese de que a educação foi estruturada de maneira a favorecer o sucesso masculino. Devido a isso, as formas de conhecer utilizadas pelas mulheres não são valorizadas na educação. As questões de pesquisa que guiam o presente estudo são: (i) quais foram as implicações das atividades do projeto Gurias nas Exatas nas atitudes das meninas em relação à ciência? (ii) De acordo com a Teoria do Conhecimento Conectado, o projeto Gurias nas Exatas pode contribuir para a promoção de um ensino mais igualitário em termos de gênero? (iii) Se sim, quais seriam estas contribuições para o Ensino de Física? Os resultados apontam que ocorreu uma mudança de atitudes das meninas em relação à Ciência como, por exemplo, aumento da autoconfiança para a realização de pesquisas investigativas e atividades relacionadas às áreas das Ciências Exatas. Além disso, a realização de atividades exclusivas para meninas foi essencial para o aumento da autoconfiança das alunas. A Teoria do Conhecimento Conectado se mostrou um bom suporte para identificar e entender as contribuições do projeto Gurias nas Exatas para a promoção de um Ensino de Física mais igualitário em termos de gênero. No presente trabalho também apresentamos uma ferramenta analítica, desenvolvida pelos autores deste estudo, que pode ser utilizada por professores(as) e pesquisadores(as) para identificaram se um certa atividade está ou não contemplando as formas de conhecimento das mulheres. Concluímos que a perspectiva feminista utilizada nesse trabalho, Feminismo da diferença, pode ser uma perspectiva adequada para abordar questões de gênero no cenário educacional atual.

Palavras-chave: Questões de gênero; Ensino de Física; Formas de conhecimento; Meninas na ciência.

Detalhes

Data:
19 de fevereiro
Hora:
09:30
Categoria de Evento:

Local

Sala de Videoconferência do IF/UFRGS
Porto Alegre, RS Brasil