SABERES DOCENTES: UM OLHAR PARA UMA DIMENSÃO NÃO EXIGIDA NAS TRAJETÓRIAS DE PROFESSORES-PESQUISADORES DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Elizeu Pinheiro da Cruz, Marco A. L. Barzano

Resumo


Este artigo é resultado de um estudo acerca de trajetórias de vida e formação de professores-pesquisadores de um Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Imbricamo-nospor duas narrativas autobiográficas para entender os processos de elaboração/apropriação dos saberes docentes a partir de suas experiências de formação e trabalho, pois estávamos interessados em compreender a formação pedagógica (ausente ou presente) na vida destes professores que tiveram trajetórias formativas em quatro campos disciplinares das Ciências Biológicas, e que, hoje, atuam no ensino universitário formando o professor de Ciências e Biologia. Adotamos o Método Autobiográfico para olhar estas trajetórias, que se desdobram em categorias de análises que apontam pistas de como têm sido a formação e a atuação do professor universitário e sua atuação no ensino na universidade. Analisamos o corpus documental com a técnica de análise de conteúdo e apresentamos aqui quatro categorias estabelecidas a priori, a saber: (i) saberes da formação profissional; (ii) saberes disciplinares; (iii) saberes curriculares; e (iv) saberes experienciais. Identificamos ausência dos saberes docentes na trajetória de formação inicial dos dois pesquisadores e a necessidade desses saberes para atuarem no ensino universitário. 


Palavras-chave


Ciências Biológicas; Formação de professores universitários; Narrativas Autobiográficas; Saberes docentes

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License