O CONHECIMENTO DIDÁTICO DO CONTEÚDO DO PROFESSOR E SUA RELAÇÃO COM A UTILIZAÇÃO DE ATIVIDADES PRÁTICAS NAS AULAS DE QUÍMICA: UM ESTUDO COM PROFESSORES PERITOS DO SISTEMA EDUCATIVO ANGOLANO

Laurinda Baca, Marcos Onofre, Fátima Paixão

Resumo


O estudo desenvolveu-se no âmbito do sistema educativo angolano, com professores peritos de Química que lecionam a 7ª classe (12 anos de idade). Com o objectivo de caraterizar o conhecimento didático do conteúdo e relacioná-lo com a qualidade do ensino e com o desenvolvimento de atividades práticas que garantem a participação ativa dos alunos na construção dos conhecimentos, observamos e analisamos as aulas de um grupo de professores peritos, concretamente no conteúdo sobre reações químicas e equações químicas. Num desenho metodológico quasi-experimental, a técnica utilizada foi a observação por captação de imagens das aulas. Um elemento a que prestamos particular atenção, na análise das aulas, foi a implementação de estratégias que envolvem atividades práticas, uma vez que a investigação em didática tem amplamente evidenciado que estas são potenciadoras de aprendizagens ativas no ensino das ciências, com particular destaque na Química. Os resultados revelaram que os professores peritos utilizam com frequência as atividades práticas nas suas aulas recorrendo aos procedimentos de trabalhos em grupo, trabalho frontal e questionamentos orais e escritos.

Palavras-chave


ensino de Química; conhecimento didático do conteúdo; professores peritos; aprendizagem ativa; atividades práticas.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License