ARGUMENTAÇÃO EM UMA AULA DE CONHECIMENTO FÍSICO COM CRIANÇAS NA FAIXA DE OITO A DEZ ANOS

Maria Candida Varone de Morais Capecchi, Anna Maria Pessoa de Carvalho

Resumo


O presente trabalho refere-se ao estudo da argumentação de alunos, na faixa etária de oito a dez anos, numa aula de conhecimento físico. A análise foi realizada tanto do ponto de vista estrutural, através da identificação de componentes presentes nos argumentos isolados, quanto do ponto de vista da interação entre os locutores, observando a presença de diferentes idéias e a busca de sínteses na argumentação como um todo. Foi observado, também, de que forma a professora conduziu a discussão, tendo sido identificado um padrão discursivo IRF predominantemente elicitativo. Tal predominantemente elicitativo, possibilitou a criação de um espaço cooperativo para a exposição de idéias, incluindo ao mesmo tempo o respeito às diferentes explicações e a autoconfiança para posicionamentos contrários aos dos colegas, assim como, a elaboração de argumentos complementares por parte dos alunos. Além de apresentarem muitas afirmações com justificativas, relacionando-as aos dados obtidos, os alunos elaboraram hipóteses a partir de suas conclusões e o problema proposto estimulou-os não apenas a solucioná-lo, mas também a tentar variações.

Palavras-chave


argumentação em sala de aula; conhecimento físico; escola fundamental

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License