A PRÁTICA COMO FONTE DE APRENDIZAGEM E O SABER DA EXPERIÊNCIA: O QUE DIZEM PROFESSORES DE CIÊNCIAS E DE BIOLOGIA

Luciana M. Lunardi Campos, Renato Eugênio da Silva Diniz

Resumo


Este artigo apresenta dados de uma investigação sobre possíveis conhecimentos ou saberes que professores de Ciências e Biologia possuem e que seriam decorrentes de sua experiência profissional. Foram investigados 43 professores da rede pública estadual, vinculados à Diretoria de Ensino do município de Botucatu, SP. Nos dados obtidos, os professores apontaram a relevância da experiência profissional no seu desenvolvimento e de suas ações e relataram ter aprendido sobre si, sobre seus alunos, sobre sua formação, sobre métodos e recursos, sobre sua profissão, entre outros aspectos, possibilitando a identificação de três dimensões- pessoal, profissional e pedagógica- e nove campos do saber da experiência. A partir da compreensão do professor como produtor de conhecimentos referentes à sua profissão, da relevância de sua prática e de seu saber da experiência faz-se necessário reconhecer e identificar tal saber para que, a partir dele seja desencadeado o processo reflexivo no professor e se passe de um saber fragmentário e passivo a um saber unitário e ativo.

Palavras-chave


professores de Ciências e Biologia; saberes da experiência; prática docente

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License