O CONCEITO DE TEMPO ENTRE ESTUDANTES DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO: UMA ANÁLISE À LUZ DA EPISTEMOLOGIA DE GASTON BACHELARD

André Ferrer P. Martins, Jesuina L. de A. Pacca

Resumo


Este trabalho tem como propósito central compreender aspectos da construção do conceito de tempo por estudantes do ensino fundamental e médio, a partir do referencial epistemológico de Gaston Bachelard. O estudo principal constou da realização de um total de 17 (dezessete) entrevistas semi-estruturadas. A análise do material permitiu delinear as características mais marcantes do processo de conceitualização do tempo, representado por um caminhar no sentido da objetivação e do racionalismo crescentes. Também foi possível avaliar a pertinência de nosso referencial teórico na interpretação desse processo. Particularmente, as noções teóricas de obstáculo epistemológico e de perfil epistemológico mostraram-se férteis quando confrontadas com os dados da pesquisa empírica

Palavras-chave


tempo; perfil epistemológico e Gaston Bachelard

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License