AVALIAÇÃO DE IMPACTE DE CURSOS DE MESTRADO NAS PRÁTICAS PROFISSIONAIS DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS – EXEMPLOS DE BOAS PRÁTICAS

Lúcia Pombo, Nilza Costa

Resumo


Este estudo pretende (i) avaliar o impacte da frequência de Cursos de Mestrado (CM) nas práticas profissionais de professores de Ciências, em Portugal, (ii) disseminar exemplos de boas práticas de ensino resultantes do impacte do CM e (iii) apresentar sugestões para incrementar a articulação entre a tríade Formação, Investigação e Práticas, no contexto da formação pós-graduada. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas a 5 Professores Mestres (PM), da área da Biologia/Geologia dos Ensinos Básico e Secundário, tendo sido aprofundados dois exemplos de práticas profissionais, recorrendo-se à observação de aulas e à análise documental. Houve evidências de forte impacte do CM em todos os PM, sobretudo ao nível da sala de aula, já que impacte junto dos pares, apenas foi demonstrado pelos dois estudos de caso. Sugere-se que práticas colaborativas, envolvendo professores e investigadores, nomeadamente como resultado de contextos de pós-gaduação, seriam promissórias na mudança das práticas de ensino e de formação existentes.

Palavras-chave


avaliação; impacte; cursos de mestrado; educação em ciências; boas práticas

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License