PERCEPÇÕES E AÇÕES DOCENTES NO LABORATÓRIO DIDÁTICO

Neusiane Chaves de Souza, Gionara Tauchen

Resumo


O laboratório didático, historicamente, tem sido um espaço valorizado no âmbito da educação em ciências tanto na Educação Básica, como na Educação Superior. Deste modo, realizamos uma discussão sobre o mesmo em um curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. A partir de uma pesquisa qualitativa, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com docentes, com a intenção de investigar seu uso e as possíveis contribuições para a formação docente na área em questão. As entrevistas foram analisadas através da Análise Textual Discursiva, a partir da qual emergiram quatro categorias: “relação entre programas/reformulações curriculares e o laboratório didático”; “laboratório didático como mais um ambiente de formação docente”, “planejamento, desenvolvimento e avaliação nas/das aulas laboratoriais” e “desafios ao uso do laboratório didático”. Nesse contexto, compreendemos que este espaço tem oportunizado a intensificação da relação teoria-prática, das interações entre professor-estudantes-conteúdos-contexto e a realização de atividades que tratem de conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais. Outrossim, o modo como tem sido utilizado pelos professores acompanha as reformulações curriculares do curso, oportunizando que se constitua como mais um ambiente de formação docente, ou seja, o laboratório didático tem a potencialidade de ser um espaço dinâmico de ensino e aprendizagem de conteúdos específicos e da didática das ciências, desde que haja intencionalidade docente.


Palavras-chave


Laboratório Didático; Ciências Biológicas; Formação de Professores

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22600/1518-8795.ienci2016v20n3p164

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License