ALFABETIZAÇÃO ECOLÓGICA E FORMAÇÃO DE CONCEITOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL POR MEIO DE ATIVIDADES LÚDICAS

Ana Célia de Brito Miranda, Zélia Maria Soares Jófili, Ana Maria dos Anjos Carneiro Leão, Mônica Lins

Resumo



Este estudo buscou investigar a formação de conceitos e de atitudes envolvidas no estudo de teia alimentar por meio de atividades lúdicas e utilizando o referencial vygotskiano. A professora-pesquisadora planejou as atividades que foram vivenciadas por um grupo de crianças da Educação Infantil, de ambos os sexos, na faixa etária entre 4-5 anos. A escolha desse conceito específico teve como objetivo contribuir para a alfabetização ecológica das crianças. A pesquisa, de natureza qualitativa, utilizou como instrumentos o registro videogravado das entrevistas e da participação em atividades lúdicas, a elaboração de desenhos e a realização de tarefas de correspondência. Constatou-se uma influência positiva geral das atividades lúdicas ao despertar a percepção de pertencimento à teia e da importância do cuidado com os seres vivos para preservação da vida, bem como uma evolução dentro das fases propostas por Vygotsky.


Palavras-chave


Alfabetização ecológica; Formação de conceitos; Ludicidade

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License