A CONSTRUÇÃO DE UM PERFIL PARA O CONCEITO DE REFERENCIAL EM FÍSICA E OS OBSTÁCULOS EPISTEMOLÓGICOS A APRENDIZAGEM DA TEORIA DA RELATIVIDADE RESTRITA

Álvaro Filho Leonardi Ayala

Resumo


Neste trabalho, utilizamos a noção de Perfil Conceitual como instrumento teórico para investigar a aprendizagem da Teoria da Relatividade Restrita e os obstáculos epistemológicos à sua compreensão. Em particular, estabelecemos o perfil conceitual da noção de referencial, considerando que esta noção é epistemologicamente e ontologicamente diferenciada quando a examinamos na perspectiva do senso comum, da Física Newtoniana e da Teoria da Relatividade Restrita. Considerando os nossos resultados e os da bibliografia examinada, argumentamos que os obstáculos epistemológicos ao entendimento da TRR podem ser relacionados a estas três regiões do perfil, especialmente quando os seus aspectos ontológicos e metafísicos são levados em conta. Argumentamos também que estes obstáculos têm duas origens principais. A primeira está associada à tentativa de ancorar os conceitos da TRR à subsunsores pertencentes a regiões não adequadas do perfil conceitual de referencial. A segunda está associada às formas de espontâneas de raciocínio, que são utilizadas para realizar esta ancoragem. Concluímos que a aprendizagem da Teoria da Relatividade Restrita deve se dar a partir da criação da região relativística do perfil conceitual de referencial e que a não construção desta região propicia o surgimento de obstáculos epistemológicos à compreensão da Teoria da Relatividade Restrita

Palavras-chave


perfil conceitual; obstáculo epistemológico; aprendizagem da Teoria da Relatividade Restrita.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License