ELEMENTOS PARA UMA APROXIMAÇÃO ENTRE A FÍSICA NO ENSINO MÉDIO E O COTIDIANO DE TRABALHO DE ESTUDANTES TRABALHADORES

Frederico Augusto Toti, Alice Helena Campos Pierson

Resumo


Partir de situações vivenciadas pelos estudantes é uma estratégia metodológica plausível tendo em vista um ensino mais significativo. Neste trabalho queremos argumentar em favor de uma Física do cotidiano amparada na perspectiva do estudante trabalhador, maioria no Ensino Médio brasileiro. Nosso objetivo foi localizar e analisar elementos do conhecimento de Física presentes nas atividades de trabalho dos estudantes. A análise destes elementos, a partir de um enfoque da Psicologia Histórico-Cultural, traz orientações para o trabalho pedagógico no Ensino de Física, visando um melhor aproveitamento das potencialidades dos estudantes trabalhadores no desenvolvimento de níveis conceituais mais complexos, ainda não alcançados por estes estudantes. Estes níveis de desenvolvimento são alcançados, segundo a abordagem da Psicologia Histórico-Cultural, na medida em que ocorrer uma convergência entre conceitos cotidianos e conceitos científicos nos processos de ensino e aprendizagem. Concluímos que três condições são necessárias para que a relação vygotskyana entre conhecimentos científicos e conhecimentos cotidianos possa se realizar no contexto do Ensino de Física para estudantes trabalhadores.

Palavras-chave


Ensino de Física; estudantes trabalhadores; Psicologia Histórico-Cultural

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License