A CONSTRUÇÃO DE SENTIDOS PARA O TERMO ENSINO POR INVESTIGAÇÃO NO CONTEXTO DE UM CURSO DE FORMAÇÃO

Eliane Ferreira de Sá, Maria Emília Caixeta de Castro Lima, Orlando Aguiar Jr.

Resumo


Neste trabalho apresentamos uma análise do esforço despendido por um grupo de tutores e coordenadores de um curso de pós-graduação lato senso em ensino de ciências envolvidos com a necessidade de compartilhar sentidos para o termo ensino por investigação. Para isso, analisamos os dados gerados a partir de notas pessoais de reuniões desse grupo ao longo de dois anos, de entrevistas realizadas com os tutores e da gravação de uma reunião do grupo que tratou especificamente do tema. Recorremos à Teoria da Enunciação de Bakhtin para compreender os sentidos postos em circulação pelos participantes, considerando-se as posições de cada um e as condições concretas da enunciação. Nossos resultados apontam as tensões que emergem das interações entre os sujeitos, marcadas por movimentos de consensos e dissensos. Permitem, ainda, caracterizar uma determinada perspectiva sobre ensino por investigação, assumida por este grupo, no contexto do trabalho de formação de professores de ciências.

Palavras-chave


ensino por investigação; formação de professores; construção de sentidos; teoria da enunciação

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License