EVOCAÇÃO ESPONTÂNEA DO PENSAMENTO METACOGNITIVO NAS AULAS DE FÍSICA: ESTABELECENDO COMPARAÇÕES COM AS SITUAÇÕES COTIDIANAS

Cleci Werner da Rosa, José Filho de Pinho Alves

Resumo


O presente trabalho refere-se a um estudo realizado com estudantes do primeiro ano do ensino médio em uma escola particular do município de Passo Fundo/RS, no qual foi investigada a utilização do pensamento metacognitivo por esses alunos, em atividades na escola e na vida cotidiana. O objetivo foi confrontar as formas como eles recorrem ao pensamento metacognitivo, considerado inerente ao ser humano e diferencial entre os estudantes bem e mal-sucedidos em Física, conforme mostram os resultados de pesquisas relativas à resolução de problemas. Com base nas respostas dadas a dois questionários, cada qual desenvolvido de forma a pesquisar as ações de pensamento dos estudantes em distintos contextos investigados (atividades experimentais e situações cotidianas), discutem-se os resultados em relação a duas categorias estabelecidas (conhecimento do conhecimento; controle executivo/autorregulador), tendo por referência o entendimento do termo metacognição, cujo significado se mostra polissêmico na literatura, carecendo de delimitações em relação ao objeto de estudo. Os resultados da pesquisa mostraram que os estudantes apresentam um pensamento metacognitivo e fazem uso dele quando lhes convêm. Contudo, só o fazem quando a situação exige, aqui expressa pelos contingentes de sua atuação em situações cotidianas consideradas por eles como de interesse. No ambiente escolar, essa forma de pensamento se mostrou ausente para a maioria dos estudantes, uma vez que, por não ser exigida pelo professor, não foi assumida por esses. Assim, ao final do estudo, aponta-se  a importância da necessidade de que o professor estabeleça situações didáticas de evocação explícita do pensamento metacognitivo, ultrapassando o entendimento dessa evocação como algo espontâneo nos estudantes.

Palavras-chave


pensamento metacognitivo; Física; ensino médio

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License