DIFERENÇAS NA SALA DE AULA: CONHECENDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA DE DUAS PROFESSORAS DE CIÊNCIAS

Elaine Soares França, Danusa Munford

Resumo


Nesta pesquisa, um estudo de caso, utilizamos a etnografia como lógica de investigação para conhecer aspectos dos processos de inclusão/exclusão de alunos na disciplina Ciências em uma sala de aula do 3º ciclo do Ensino Fundamental. Utilizamos vários instrumentos de coleta e de registro de dados: observação participante, registro em áudio e em vídeo, notas de campo e entrevistas semi-estruturadas. Analisamos entrevistas realizadas com as duas professoras participantes e episódios de cada sala de aula para construir, a partir do contraste, uma caracterização de dois tipos de práticas relacionadas à inclusão/exclusão. A primeira professora mostra preocupação em socializar o aluno na cultura escolar. Ao ensinar, procura, em suas palavras, “traduzir” termos que os alunos não compreendem, explicando seu significado. O conhecimento disciplinar ocupa um lugar mais periférico nesse processo. A segunda professora enfatiza em sua prática o conhecimento disciplinar, procurando estabelecer conexões entre os conteúdos de Ciências ensinados e as experiências cotidianas dos alunos. Ambas as professoras não atribuem influência significativa de questões de gênero, classe social e etnia sobre a aprendizagem de Ciências na escola.

Palavras-chave


ensino e aprendizagem de ciências; prática docente; interações discursivas; inclusão/exclusão

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License