CONSTRUÇÃO DE UM PERFIL CONCEITUAL DE ADAPTAÇÃO: IMPLICAÇÕES METODOLÓGICAS PARA O PROGRAMA DE PESQUISA SOBRE PERFIS CONCEITUAIS E O ENSINO DE EVOLUÇÃO

Claudia Sepulveda, Eduardo Fleury Mortimer, Charbel N. El-Hani

Resumo


Neste artigo, é apresentado o percurso metodológico que levou à construção de um perfil conceitual de adaptação a partir de um exame dialógico de fontes epistemológicas e históricas, da literatura sobre concepções alternativas, de dados obtidos em entrevistas e questionários com estudantes do ensino médio e do ensino superior, e da análise de interações discursivas em salas de aula do ensino médio e superior de biologia. Pretendemos mostrar como um modelo de perfil para o conceito de adaptação foi construído com base neste percurso metodológico. Este modelo contém quatro zonas: funcionalismo intra-orgânico, ajuste providencial, perspectiva transformacional e perspectiva variacional.  Para cada uma destas zonas, apresentamos uma caracterização em termos de compromissos epistemológicos e ontológicos que estruturam distintos modos de pensar sobre o conceito de adaptação. Por fim, analisamos as implicações deste estudo para a metodologia de construção de perfis conceituais e para o ensino de evolução.

Palavras-chave


perfil conceitual; adaptação; ensino de evolução; darwinismo

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License