ANÁLISE, ATRAVÉS DE MAPAS CONCEITUAIS, DA COMPREENSÃO DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO SOBRE A RELAÇÃO DNA-RNA-PROTEÍNAS APÓS O ACESSO AO GenBank

Rosane Teresinha Nascimento da Rosa, Élgion Lúcio Silva Loreto

Resumo


Este artigo trata da análise de mapas conceituais, elaborados por alunos do ensino médio, durante a aplicação de uma Unidade Didática (UD) sobre o tema síntese de proteínas. Uma das atividades da UD envolvia o acesso orientado ao GenBank, banco de dados sobre genes e sequências de DNA, disponível no site do National Center Biotechnology Information (NCBI). O objetivo da UD era verificar a compreensão dos alunos sobre a relação DNA-RNA-proteínas mediante a elaboração de mapas conceituais. Esses mapas foram construídos antes e após a aplicação da UD por seis alunos voluntários do 2º ano do Colégio Militar de Santa Maria (CMSM)/RS/Brasil. Esta UD foi desenvolvida no contraturno das atividades escolares. Para análise dos mapas, utilizou-se uma tabela de pontuação proposta por Novak & Gowin (1996). O mapa de referência tinha 52 pontos; dois alunos obtiveram 41 pontos, três alunos obtiveram respectivamente, 26, 10 e 2 pontos e um aluno não obteve pontuação. Na análise qualitativa foi possível identificar um avanço significativo nas relações conceituais desses alunos sobre síntese de proteínas. Os dados sugerem que o acesso ao GenBank, utilizado como estratégia didática dentro da UD, possibilitou este avanço.

Palavras-chave


ensino médio; ensino de biologia molecular; bioinformática; GenBank; mapa conceitual

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License