CONSTRUÇÃO DE ARGUMENTOS ESCRITOS: A INFLUÊNCIA DA METODOLOGIA DE ENSINO E DO GÊNERO DO DISCURSO

Dirceu Donizetti Dias de Souza, Agnaldo Arroio

Resumo


O propósito deste trabalho é o de comparar a construção (explicitação) escrita do conceito científico em aulas de química, por meio da qualidade da argumentação produzida por alunos do ensino básico, após participação em atividade de laboratório concebida sob duas metodologias de mediação. Na primeira metodologia de mediação (A) o conceito científico foi exposto para uma turma de alunos por demonstração, de forma estruturada, obedecendo-se uma sequência proposta no caderno didático do sistema oficial de ensino, e após a sua aplicação foi solicitado aos alunos a preparação de relatório sobre o experimento. Na segunda metodologia de mediação (B) o conceito científico, foi exposto por demonstração e debatido dialogicamente com outra turma de alunos, agregando-se características do ensino por investigação. Um roteiro para a produção escrita do gênero do discurso relatório foi distribuído e discutido com ambas as turmas de alunos. Os textos escritos e produzidos pelos alunos foram analisados com ênfase nos elementos do Padrão de Argumento de Toulmin, “justificativa” e “fundamentos”. Os resultados da análise dos textos mostram que há diferenças significativas na construção das “justificativas” e dos “fundamentos” em função das metodologias de ensino adotadas.

Palavras-chave


gêneros do discurso; metodologia; química; relatório

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License