O SABER AMBIENTAL DOS LICENCIANDOS DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: UMA ANÁLISE CRÍTICA

Silvana do Nascimento Silva, Graça Simões de Carvalho

Resumo


As questões ambientais, atualmente, têm sido abordadas de maneira que vai além dos impactos naturais, abrangendo aspectos socioeconômicos, políticos e culturais. Neste trabalho faz-se uma descrição das tipologias das concepções sobre o saber ambiental, com especial referência às relações que o permeiam, e desenvolve-se um trabalho empírico, analisando as concepções sobre o saber ambiental de estudantes concluintes do curso de licenciatura em ciências biológicas, em uma universidade do Estado da Bahia.  Os dados foram recolhidos através de pesquisa de cunho qualitativo, por meio da aplicação do questionário de perguntas abertas com respostas em texto e desenho. Os resultados evidenciaram um predomínio de concepções naturalistas, mas não foram encontradas concepções socioambientais do tipo metabólicas. Tal resultado conduz à necessidade de inserção dessas abordagens críticas da questão ambiental na formação do professor de Ciências e Biologia, enfatizando interação entre trabalho, natureza e sociedade. Por fim, emergem também algumas sugestões de pesquisas futuras, entre as quais a de analisar as concepções sobre o ambiente que têm professores universitários de cursos de licenciatura em ciências biológicas e uma pesquisa-ação com os licenciandos investigados quanto à abordagem crítica sobre ambiente.

Palavras-chave


ambiente; formação de professor; ensino de ciências; ensino de biologia

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License