CIÊNCIA E SENSO COMUM: CONCEPÇÕES DE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE FÍSICA

Marcelo Gomes Germano, Samuel dos Santos Feitosa

Resumo


Naturalmente, professores e divulgadores das ciências se deparam com os saberes prévios e as concepções espontâneas de seus interlocutores. Saberes de senso comum que, nem sempre, concordam com as explicações e conclusões científicas. Como enfrentam essa questão na prática? De que maneira essas formas de conhecimento podem se relacionar?  Neste trabalho apresentamos os resultados de uma pesquisa que procura identificar as concepções de professores de Física sobre essas duas formas de conhecimento em sua difícil relação no cotidiano das salas de aula de ciências.  Interessa-nos saber se a visão dos professores se aproximava ou se afasta do pensamento de alguns teóricos que, do nosso ponto de vista, apontaram uma saída interessante para essa questão paradoxal. Foram consultados 13 Professores de Física ligados a diferentes instituições públicas de ensino superior no Estado da Paraíba que, a partir de uma entrevista semi-estruturada, apresentaram suas contribuições a respeito desta interessante e persistente questão.

Palavras-chave


senso comum; diálogo; conhecimento científico

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI) - ISSN: 1518-8795 

Creative Commons License