Indutor ou Bobina (L):

indutores

Dispositivo constituído de um fio condutor enrolado em forma de espiral em um isolante. Indutância chama-se sua grandeza e tem unidade no sistema internacional em Henry H, em homenagem ao físico Joseph Henry, co-autor da lei da indução. Essa grandeza depende do quadrado de N, número de espiras, por unidade de comprimento além do seu volume e meio em que está inserido.

Ele é capaz de criar um campo magnético e de realizar o que se chama de auto-indução, ou seja, de acordo com a lei da indução de Faraday, uma fem é induzida na bobina quando uma corrente varia com o tempo nesta bobina. Essa fem é chamada auto-induzida e seu sentido é obtido da lei de Lenz: a fem auto-induzida atua num sentido tal que ela se opõe à variação que a produz. Este fenômeno é devido a sua geometria e ao fluxo de campo magnético a que ela fica submetida. Quanto maior sua indutância, maior sua capacidade de auto-indução.

Capacitor (C):

capacitores

Dispositivo constituído de duas placas condutoras (planas, esféricas, cilíndricas) separadas por um isolante, um dielétrico que pode ser vidro, papel, ar. Capacitância é sua grandeza e é medida, no sistema internacional, em Farad F. Pode ser obtida, normalmente, dividindo-se a carga distribuída nos condutores pela voltagem aplicada. Essa grandeza é influenciada pela área dos condutores, ou seja, a capacitância é proporcional à área. Isso leva ao outro tipo de capacitor descrito abaixo. Também a espessura do dielétrico influencia: quanto menor a distância entre as placas condutoras, maior sua capacitância.

Ele é capaz de armazenar energia por um campo elétrico. Quanto maior sua capacitância, maior quantidade de cargas ele consegue acumular. Suas placas se carregam uma positivamente e a outra negativamente. Como há um isolante entre as placas, as cargas elétricas (que estão em movimento contrário ao do campo elétrico) não atravessam o capacitor. Dessa forma, os elétrons vão se acumulando em uma das placas enquanto que a outra vai ficando em falta deles. Carrega-se e descarrega-se em circuitos adequados. Quanto maior sua capacitância, mais tempo é preciso para carregá-lo e descarregá-lo.

Capacitor Variável(Cv):

capacitor_variavel

Conjunto de placas condutoras que são móveis. Ao girar, há uma variação na área dos condutores, o que varia sua capacitância também. Ou seja, à medida que se gira a sintonia, altera-se a capacitância. Há um conjunto de placas fixo e outro móvel que gira em torno de um eixo fixo, ocupando totalmente ou parcialmente o espaço entre as placas fixas. O isolante aqui é o ar. Sua capacidade de acumular carga dependerá da posição relativa entre as placas fixas e móveis, bem como do tamanho das placas. Logo, quanto maior o espaço ocupado pelas placas móveis entre as fixas, maior sua capacitância. Tem-se uma área útil (posição das placas fixas em relação às móveis) que dará uma capacitância. Capacitância essa que depende também da forma das placas, da distância e do isolante entre elas. Funções e capacidades idem Capacitor (C).

Diodo (D):

diodos

Dispositivo que retifica corrente, permitindo que ela passe em um sentido apenas. Transforma uma corrente alternada em unidirecional. Feito de material semicondutor; geralmente os mais usados são silício e germânio. Retifica meia onda ou completa, depende do tipo.

Como? Corrente nada mais é que o movimento coerente dos elétrons livres superposto ao movimento aleatório térmico do fio desligado. Na corrente alternada, o movimento dos elétrons livres varia periodicamente, invertendo seu sentido, diminuindo sua intensidade até anular-se, inverter-se e aumentar-se no outro sentido. Portanto, retificar a corrente significa impedir o movimento de avanço dos elétrons livres em um dos dois sentidos, deixando passar só em um deles.

Combinação L-Cv:

Estes dois em paralelo formam o que é chamado de circuito oscilante e é através dele que se pode sintonizar a freqüência desejada, ao variar o valor da capacitância para que a freqüência deste circuito do aparelho receptor seja a mesma da estação a ser sintonizada, ocorrendo assim uma ressonância elétrica. Para selecionar diferentes estações é que se faz necessário diferentes calibrações e para isso é possível variar a capacitância e, conseqüentemente, a freqüência do circuito. Isso ocorre, num rádio comum, ao mudar-se a posição do botão de sintonia, alterando a freqüência do circuito, coincidindo com a freqüência das diferentes estações. É válido ressaltar que a freqüência de ressonância é dada por f=1/(LC).

A freqüência da corrente vai depender da capacidade do capacitor de acumular cargas (capacitância) e a capacidade de auto-indução do indutor (indutância). Quanto maior estes valores, menor a freqüência de oscilação deste circuito oscilante.

Antena:

A corrente elétrica que surge na antena é alternada. Logo, possui uma freqüência. Quando a radiação eletromagnética enviada por uma certa estação atinge a antena do rádio-receptor, os seus elétrons livres, sob a ação de forças elétricas, induzem um campo elétrico, reconstituindo a corrente que foi produzida por um mesmo circuito oscilante na estação, transmitindo a informação da estação até o receptor. Captada esta informação, se a freqüência do aparelho receptor concordar com a induzida na antena, o som será emitido. As variações de campo elétrico criando magnético, e vice-versa, que se propagam pelo espaço, transportam a energia associada a estes campos. Esta energia da onda eletromagnética chega à antena receptora e, após, ao circuito receptor. Por isso não é estritamente necessário uma fonte de energia, pois já há energia contida na própria onda para reproduzir em som a informação recebida. Utiliza-se as fontes para melhorar a qualidade da informação através do aumento do seu volume e cobre as perdas de energia devido às perdas de calor causadas pelo circuito oscilante.

Além do ajuste da freqüência, pela variação da capacitância, pode-se melhorar a recepção ajustando a posição da antena: se esta estiver paralela à antena transmissora, a sintonia será a melhor; se 90, praticamente não se ouvirá.

transmissao


Apresentação O que é um rádio? Material Necessário Montagem

Funcionamento Saiba Mais Questões Sugestões Referências


Dúvidas